VACINAS QUE PROTEGEM A MAMÃE E O BEBÊ

ALGUMAS VACINAS DEVEM SER REALIZADAS DURANTE A GESTAÇÃO PARA PROTEGER A GESTANTE E O RECÉM-NASCIDO DEVIDO A PASSAGEM DE ANTICORPOS VIA TRANSPLACENTÁRIA.
30 de Maio de 2019

foto vacina gestante.jpg
É importante vacinar as gestantes para conferir imunidade para o recém-nascido e também evitar que a mãe seja transmissora de algumas doenças evitáveis para o bebê.

 

A gestante deve receber: 

 

  • dTpa: a partir de 20 semanas de idade gestacional, a cada gestação; 
  • A coqueluche é uma doença que tem maior incidência e gravidade em bebês de 0 a 3 meses.
  • A vacinação da gestante permite a transferência de anticorpos transplacentária para o feto e que a mãe transmite a coqueluche para o bebê após o nascimento;

 

  • Influenza: pode ser realizada em qualquer trimestre da gestação durante a temporada de influenza; 
  • A gestante é grupo de risco para as complicações da infecção pelo vírus influenza. A vacina está recomendada nos meses da sazonalidade do vírus, mesmo no primeiro trimestre de gestação; Importante para proteger a mãe de adquirir gripe durante a gestação e de transmitir gripe para o recém-nascido;

 

  • Hepatite B: devem ser realizadas 3 doses (0, 1 e 6 meses) para gestantes não imunizadas; 
  • O objetivo de vacinar a gestante é eliminar os casos de transmissão vertical (mãe para filho) de Hepatite B.

 

Outras vacinas podem ser realizadas durante a gestação de acordo com a situação vacinal e epidemiológica de cada gestante. As vacinas que não podem ser realizadas são: tríplice viral, HPV, varicela e dengue.

 

Então é isso mamães, vamos aproveitar o momento da gestação para proteger nossos filhos de algumas doenças possíveis de ser evitadas! E lembrem: se não deu tempo de fazer durante a gestação, é importante se vacinar o quanto antes após o parto!

- Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm)

- Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)

- Ministério da Saúde: Programa Nacional de Imunizações (PNI)